Vélocité Café: Bicicleta também entra

 

Uma oficina de bicicletas que é uma loja e também um café e que organiza eventos culturais. Confuso? Não precisa de ficar. É o Vélocité Café, na Avenida Duque D’Ávila, em Lisboa.

A ideia deste projecto surgiu a João Camolas, um profissional da comunicação, que se desloca há três anos de bicicleta para o trabalho e em lazer. Atento ao que se passa à sua volta e ao que acontece lá fora, João assistiu de uma forma participante a uma multiplicação dos ciclistas em Lisboa. “Se inicialmente todos nos conhecíamos, por nos cruzarmos regularmente na rua, ultimamente os ciclistas multiplicaram-se”, disse. Para esta adesão na capital contribuiu quer a própria recessão, quer uma maior sensibilização das pessoas para questões de saúde e ambientais e o desenvolvimento de uma rede de ciclovias na capital portuguesa.

Este é o primeiro café do género a abrir em Lisboa e foi inspirado em outros locais semelhantes para ciclistas, que abriram um pouco por todo o mundo. Ao encontrar um espaço ideal e uma sócia para o projeto, Maria João Baeta, uma empreendedora já com alguma experiência e interessada na cultura urbana, e com uma ciclovia à porta, a ideia começou a transformar-se numa realidade. A proximidade da Gulbenkian e da saída do Metro são outros factores que contribuem para a boa localização do espaço que inaugurou no final do verão.

Um ponto de encontro

O café-oficina-loja já se está a tornar um ponto de encontro para os ciclistas de Lisboa. “Durante a semana, param para tomar um café a caminho do trabalho, e ao fim-de-semana os ciclistas, muitos de “domingo”, passam aqui mais tempo a conviver”, explica Maria João. Por exemplo, enquanto aguardam pela revisão da bicicleta, o espaço presta-se a que os clientes tomem uma refeição ligeira, troquem dois dedos de conversa, tipicamente sobre bicicletas, e com desconto. “Quem vier de bicicleta tem 10% de desconto”, sublinha Maria João.

E já há episódios curiosos para contar. Maria João recorda que, em conversa no café, um colecionador de bicicletas descobriu que tinha uma raridade em casa, algo que nunca iria descobrir em qualquer outro café, porque provavelmente a conversa nem sequer iria começar.

Cultura urbana

Os dois empresários vão dinamizar o espaço com eventos temáticos. Está previsto o visionamento de filmes, concertos, entrevistas a artistas, exposições. “A programação cultural deverá começar ainda antes do Natal”, avança Maria João. Este cartaz será mais um motivo para tornar o local num ponto de encontro de ciclistas e famílias, quer durante a semana quer ao fim-de-semana.

O local é muito simpático, amplo e para o efeito foram desenvolvidos menus, por cerca de oito euros. Os pratos criados para o espaço são diferentes do habitual. Sopa de abóbora com crocante de chouriço; tosta de chévre com pêra, passas e mel e crepe de maçã e granola, com canela e gelado de baunilha podem ser algumas das opções.

 

Informações:
www.velocitecafe.com
info@velocitecafe.com
facebook.com/velocitecafe
Horário:
2ª a 6ª feira – 8h00 às 20h00
Sábado e domingo – 9h00 às 20h00

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *