FMM: O mundo encontra-se em Sines

 

Uma cidade, 43 espetáculos, cultura e música. Este é o cenário do FMM Sines – Festival Músicas do Mundo 2013, este ano, a celebrar o 15º aniversário.

A decorrer entre 18 e 27 de julho, o FMM tem como principais destaques a descida do preço dos bilhetes diários, em cerca de 33%, e o regresso do palco da praia, na Avenida Vasco da Gama. Segundo comunicado da organização, a descida do preço para os concertos do Castelo – de 15€ para 10€ -, justifica-se ‘pela situação económica que o país atravessa. A entrada permanente / passe para os mesmos concertos custa 50 euros. Além disso, o FMM Sines continuará a oferecer uma generosa programação de concertos de entrada livre: todos os sete realizados no Castelo, à tarde, e os realizados na Avenida Vasco da Gama. As duas noites de música no Centro de Artes custam 5 euros cada”, acrescenta ainda o documento.

Dividido entre o espaço do Castelo e a Avenida, a organização mantém a política de não existirem espetáculos simultâneos, apesar de apresentar algumas alterações face a 2012. Nomeadamente, no primeiro fim de semana (18 a 20 de julho), os concertos serão apenas no Castelo (um à tarde + quatro à noite). Nos dias 22 e 23, contam-se dois concertos diários no auditório do Centro de Artes de Sines e, entre quarta feira e sábado, seis concertos diários (dois no palco junto à Praia Vasco da Gama e quatro no Castelo).

Um cartaz que cruza o universo

Deste cartaz constam estreias de projetos e regressos de nomes como o brasileiro Hermeto Pascoal, os malianos Rokia Traoré, de Trilok Gurtu e o nigeriano Femi Kuti, que nos farão sentir os povos e a diversidade das vozes, não fosse este um dos festivais mais internacionais do universo, sendo destacado como tal, há quatro anos consecutivos, pela revista britânica Songlines. Outros regressos são os dos bósnios Dubioza Kolektiv, os norte-americanos Barbez e Hazmat Modine e a cantora natural da ilha de Reunião Nathalie Natiembé, que darão a conhecer novos discos.

No lote das estreias, destacam-se bandas como Lo’Jo, eleito como o melhor grupo nos prémios Songlines 2013, o príncipe do qawwali Asif Ali Khan, os tuaregues Tamikrest, a band japonesa Shibusa Shirazu Orchestra, a rapper norte-americana Akua Naru, o congolês Baloji, os chineses Dawanggang e os músicos globais Skip & Die.

Do Ocidente ao Oriente, passando ainda por África, a Europa e, especificamente, Portugal também está presente neste evento com 11 espectáculos nacionais, desde Batida, à Orquestra Locomotiva, Carlos Bica, apenas para mencionar alguns.

O programa de iniciativas paralelas do festival será anunciado em breve.

www.fmm.com.pt

www.facebook.com/fmmsines

 

Por Liliana Cunha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *