Casino Estoril: Silêncio que se vai cantar o Fado

Filipa Cardoso e Luís de Matos são os fadistas que se seguem no ciclo de Fado que o Lounge D, do Casino Estoril continua a receber. No próximo dia 23 de agosto, a noite repete-se, a partir das 22 horas, para, acompanhados por Diogo Lucena Quadros e Bernardo Romão (guitarras) e Luís Roquette (viola), se ouvir o Fado. A entrada é livre.

Filipa Cardoso nasceu e cresceu no bairro típico de Lisboa “o Alto do Pina”, recordando dos seus tempos de criança, vozes como a de Fernando Maurício e os sons da guitarra portuguesa. Apesar de ser admirada pela sua voz, Filipa tomou consciência que a sua experiência de vida não lhe permitia transmitir com toda a verdade dos poemas que interpretava e fez uma pausa. Uma pausa que durou 10 anos.

Em 2004, marcando o quarto de século e tendo já sido mãe, Filipa acreditou que “sem cantar fado a sua vida não fazia sentido” e concorreu à Grande Noite do Fado, em Lisboa. Venceu nessa noite, que decorreu no Teatro São Luiz e passou a ser presença notada em casas de fado de referência do país.

Luis de MatosLuís de Matos também nasceu em Lisboa e é a expressão de uma nova geração do Fado. Alfacinha de gema, desde muito novo começou a tomar o gosto pelo canto e o Fado piscou-lhe o olho. Aos 12 já cantava em diversas casas de Fado de Lisboa, tais como “Adega Machado”, “Adega Mesquita”, “Tímpanos”, “Luso”, “Severa” na companhia e amizade de Fernando Maurício. Em 1989, venceu a Grande Noite do Fado na categoria de juvenis. Em 1990, afastou-se do fado, para se dedicar apenas aos estudos.

Regressou 14 anos depois, numa mera brincadeira entre amigos e, certo é que, em 2005, concorreu, de novo, à Grande Noite do Fado e voltou a ganhar, mas na categoria de seniores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *