Fazer amor com o mundo

Quando estiverem a saborear uma das magnificas sugestões do “Onde Ir” lembrem-se do poema de Alberto Caeiro que diz “Não basta abrir a janela para ver os campos e os rios”.
Alberto Caeiro tinha toda a razão.Temos de abrir os olhos dos nossos olhos e olhar com olhos de ver para viver plenamente.
Temos de transformar os nossos olhos em órgãos de prazer que brincam com o que vêem, olham pelo prazer de olhar, e que querem fazer amor com o mundo.

Só assim desfrutarão o que a vida tem de bom.

Por Luís Pedro Proença 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *