Já experimentou a ementa do novo restaurante com assinatura do chefe José Cordeiro?

Para se sentar a provar um dos grelhados, a especialidade desta casa, aberta em finais de julho, basta marcar reserva no Charkoal, na Marina de Oeiras.

Aconselha-se que o repasto que se segue seja feito numa das mesas da esplanada, virada para os barcos e para as águas que espetadas de lulasnesta zona ligam o rio ao mar, para que a experiência seja (ainda) mais agradável. Antes de se deliciar com a espetada de lulas, camarão e chouriço, acompanhada com batatas a murro e grelos ao alho ou com o costelão maturado 45 dias (atenção, esta sugestão é ideal para duas pessoas partilharem) há que provar uma das entradas da carta.

As amêijoas à Bulhão Pato, simplesmente deliciosas, são uma boa opção para dar início à refeição. A tábua de enchidos, onde se destacam, a morcela de arroz e a farinheira, evidenciam-se pela qualidade e pelo tamanho da mesma.

costelaoMas guarde-se apetite para o que vem a seguir, ou seja, para os pratos principais, em cima descritos. Apesar do Charkoal se inspirar nos grelhados, quem ali entra percebe, imediatamente, que não é uma simples churrasqueira, primeiro pela sua decoração cuidada, depois pela oferta da restante ementa criada pelo chefe Cordeiro, responsável pelos restaurantes Bacalhau da Praça, no Terreiro do Paço, em Lisboa, e o The Blini, em Vila Nova de Gaia – sim, no meio de tantas sugestões também há um prato de frango.

Mas é no grelhador visível da sala principal que se focam as atenções. E por ele passam ainda peixes, como a dourada, o robalo, entre outras espécies compradas nos mercados. Os cocktails, com e sem álcool são também uma das apostas que podem fazer prolongar a sua visita ao novo Charkoal. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *