Melão ou melancia? Os dois!

A nutricionista Carla Castrelo explica-nos as valências de dois alimentos que a maioria das pessoas gosta de comer, principalmente, durante os meses de verão. Falamos do melão e da melancia. Fique a saber as suas virtudes e usos culinários.

Suas Virtudes

Pertence à família das Cucurbitáceas, pelo que não é uma fruta, mas uma verdura (é verdade!). Isto explica o seu característico sabor a pepino quando ainda está verde.

O melão, delicioso, fresco e de sabor doce possui propriedades que estimulam e saciam o apetite, já que contém hidratos de carbono de rápida absorção e água, ideal para combater a desidratação em caso de viagens longas, atividade física intensa ou calor excessivo.

Quanto mais alaranjada for a polpa, mais rico é em betacarotenos antioxidantes, essenciais para uma pele bonita e prevenir doenças cardiovasculares.

A somar a vitamina C (prevenindo infeções, anemia) e o potássio (melhora o funcionamento dos músculos e nervos e normaliza o ritmo cardíaco).

É um fruto remineralizante, pois contém cálcio, fósforo, iodo e ferro.

Para quem tem problemas de hipertensão deve ser consumido sozinho e não com o habitual presunto, já que a dose de sódio que acrescenta é elevada.

As pessoas com diabetes não devem abusar do seu consumo, pois contém muitos hidratos de carbono.

 

Recomendável para

  •  Evitar a desidratação pelo excesso de calor
  • Dietas de emagrecimento
  • Combater a retenção de líquidos
  • Reduzir o risco de doenças cardiovasculares
  • Combater o stress, esgotamento.

 

Uso culinário

É ideal para elaborar sobremesas ou comer como fruta fresca. As espécies menos doces ou um pouco verdes, utilizam-se em saladas. O melão combina bem com o azeite, limão, laranja, aipo, cebola, agrião.

Como sobremesa usa-se para preparar saladas de frutas, gelados, iogurtes, tartes, gelatinas, sumos naturais, batidos e cocktails. Em alguns países asiáticos serve-se como aperitivo (frio, frito e polvilhado com açúcar e gengibre).

 

Informação Nutricional  ( por 100g )

Kcal                                     36 kcal

Hidratos de carbono              9g

Fibra                                    0,8g

Potássio                               228mg

Sódio                                   19mg

Ferro                                    0,2ug

Vitamina C                          18mg

 

melancia

MELANCIA

Suas Virtudes 

Da mesma família que o melão, a sua polpa vermelha é rica em água, e como tal, é considerada refrescante e diurética ( aprox. 93% do peso total é água ).

O seu conteúdo mais elevado é em potássio, prevenindo a retenção de líquidos.

A presença da cor rosada da sua polpa deve-se à presença de licopeno – uma substância antioxidante que reduz o risco de doenças cardiovasculares, certos tipos de cancro (pâncreas, cólon, próstata) e de algumas doenças degenerativas.

O seu elevado teor em água dilui os sucos gástricos e pode atrasar a digestão, provocando desconforto. Se for o seu caso, consuma-a fora das refeições.

Se é diabético, não deve consumi-la muito frequentemente pois tem um pico glicémico (eleva rapidamente o açúcar no sangue) muito alto, o que desregula as glicémias.

 

Recomendável para

  • Prevenir a desidratação
  • Reduzir os níveis de ácido úrico e de cálculos renais
  • Prevenir a hipertensão e a retenção de líquidos
  • Dietas de perda de peso
  • Reduzir problemas gástricos (eliminando os gases)

 

Uso culinário

Utiliza-se quase exclusivamente para atenuar a sede como fruta fresca. Pode também ser adicionada a saladas de frutas, sumos e refrescos.

Em alguns países utiliza-se a parte verde da polpa (a que está muito junto da pele e que normalmente não se come) cortada em pedaços para saladas, já que o seu sabor é idêntico ao do pepino fresco.

 

Informação Nutricional 

Calorias                                 30kcal

Hidratos de carbono              6,7g

Fibra                                      0,3g

Betacaroteno                         28ug

Vitamina C                            7mg

Potássio                                 112mg

Sódio                                     1mg

 

Carla Castrelo

 

Por Carla Castrelo

Nutricionista 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *