“O Construtor de Anjos” de Noronha da Costa em exibição a 6 de abril na Cinemateca

No âmbito da exposição antológica “Isto não é só um écran – NORONHA DA COSTA – 50 anos de pintura (1967-2017)” a decorrer na Casa-Museu Medeiros e Almeida, a Cinemateca exibe a média-metragem “O Construtor de Anjos”. Trata-se de um filme de Noronha da Costa realizado em 1978, filme que, embora não tenha sido estreado comercialmente teve difusão em circuitos culturais, voltando agora, novamente, ao ecrã na Cinemateca, no dia 6 de abril às 16h00, com entrada livre.

Em “O Construtor de Anjos” – obra singular na cinematografia portuguesa de uma austera ambiência fantástica -, a ação desenrola-se em finais do século XIX. Um casal de ingleses residente em Portugal, tendo de viajar para o estrangeiro, deixa a filha de sete anos num convento, onde as crianças são afogadas num lago, invocando-se o batismo contra as forças do mal… A criança é salva pela mãe no derradeiro instante, enquanto um raio fulmina o frade assassino.

Noronha da Costa revela-se um artista versátil, com obra essencialmente na pintura, mas também autor de uma cinematografia, considerada fundamental pelo próprio no seu percurso estético. Esta vertente será recordada na Cinemateca, sendo complementar à atual exposição de pintura patente na vizinha Casa-Museu Medeiros e Almeida até 22 de abril, com curadoria do crítico de arte Bernardo Pinto de Almeida.

Fotos de Rodrigo Cabrita 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *