Perdoar – a cura da alma

A falta de perdão é um dos “pecados capitais” da nossa instabilidade emocional, o qual muitas vezes por medo de fraqueza, por orgulho ou medo de exposição preferimos não aceitar, ou não pedir. E na verdade, quem continua preso a essa ideia, a essa pessoa, a essa situação? Sempre nós, não é verdade? Quantas horas, quantos dias, quantas noites mal dormidas não despendemos da nossa vida a querer esquecer algo que não há maneira de apagar, porque ali está a morder, a consumir-nos, a deitar-nos abaixo, a remoer naquele discurso viciante e angustiado da mente.

Mas nós perdoar? Ah isso não, porque não dá jeito, porque não, porque isso era dar o braço a torcer, porque isso nos vai fazer doer…era o que faltava… ora, logo aquela pessoa, aquela situação que nos magoou tanto… Mas, essa é uma escolha nossa. Preferimos acabar com isso para nos libertar, ou preferimos manter essa cruz no peito, esse ódio a germinar e a dar frutos dentro de nós? Preferimos manter o discurso das vítimas, dos coitadinhos, dos enganados, burlados, magoados e injustiçados, ou aceitar que os outros não souberam fazer melhor, ou têm outras limitações, outros padrões, outra educação, ou que desconhecemos os motivos que os levaram a ter determinadas condutas?

Perdoar não significa que aceitemos novamente na nossa vida as situações ou pessoas que nos magoaram, que nos humilharam, apenas que aceitámos o que aconteceu e que queremos seguir em frente libertando-nos, com o coração leve porque deixámos ir toda a raiva acumulada, todo o ressentimento, todo lixo que deixámos agarrado em nós.

Deixo-lhe agora com uma sugestão, que só aceita, se quiser e se estiveres interessado em se libertar, obviamente. Escolha uma pessoa ou uma situação que lhe esteja a incomodar a sua paz de espírito. Feche os olhos, concentra-se nisso e questiona-se:

  1. Identifique que tipo de emoção ou emoções está a sentir?
  2. O que o leva a sentir assim?
  3. O que lhe diz a sua voz interior?
  4. Identifique por que se está a sentir assim? O que é que essa situação lhe faz sentir que não deveria ter acontecido dessa forma?
  5. Se achar que alivia, escreva uma carta de perdão à pessoa ou à situação que identificou. Depois queime-a e liberte as suas cinzas no mar ou na terra e sente o alívio que sai de ti.
  6. Visualize essa pessoa ou situação com uma luz branca vinda de cima e perdoa-a de verdade.

Fico à espera dos seus comentários, das suas experiências, dos seus processos de aceitação e perdão. Ilumine-se com tudo o que lhe aconteceu…é mais uma aprendizagem para seguir em frente!

 

Zulmira

 

 

Por Ana Machado Blog Mad About Dreams

Dream Coach 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *