11.ª Festa do Cinema Italiano arranca a 4 de abril

O programa da 11.ª Festa do Cinema Italiano foi esta quinta-feira, 8 de março, apresentado em Lisboa. A partir de 4 de abril e até junho vai ter muitas razões para assistir cinema em italiano, um pouco por todo o país. Este ano, o festival decorre em 16 cidades portuguesas, mas outras poderão ainda surgir, conforme disse ao Onde Ir, Stefano Savio, diretor do certame.

Por Sandra Martins Pereira

Panorama, Competitiva, Altre Vision, Il Corto, Amarcord e Sessões especiais são as secções disponíveis nesta 11.ª edição, cuja sessão de abertura conta com o filme “Sicilian Ghost Story”, de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza. A encerrar o festival, destaque para o filme “The Place”, de Paolo Genovese. Pelo meio, algumas antestreias que daremos conta a seu tempo.

De realçar ainda alguns eventos paralelos ao festival, como uma vídeo-instalação com projeções de jovens artistas italianos: “What time is love?, de Anna Franceschini, entre muitos outros.

A Rota dos Sabores, com 15 gelatarias e restaurantes italianos a juntarem-se à festa para uma autêntica viagem de sabores, onde há menus temáticos inspirados no cinema italiano e oferta de bilhetes para sessões do festival.

O tradicional Cine-Jantar, no Mercado de Santa Clara, que este ano é confecionado pelos chefs do Hotel Signum, onde a equipa do filme permaneceu durante a rodagem, na ilha de Salina, em Sicília. Uma boa oportunidade para experimentar especialidades desta região neste jantar que antecede a exibição do filme.

Destaque ainda para a exposição no âmbito do filme “O Carteiro de Pablo Neruda”, com esboços e elementos do guarda-roupa do filme da autoria de Lorenzo Baraldi e Gianna Gissi, diretor e figurinista, respetivamente. A exposição estará patente no Cinema São Jorge e nas lojas Fnac de algumas cidades.

Em Lisboa, o evento decorre de 4 a 12 de abril, nos cinemas São Jorge, UCI El Corte Inglés e Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema. Já no Porto, o Cinema Trindade e o Teatro Rivoli acolhem as sessões de 4 a 8 de abril. Em Cascais, a Festa do Cinema Italiano passa pelo Cinema da Villa, entre 5 e 8 de abril. Nas mesmas datas estará ainda em Setúbal, no Cinema Charlot – Auditório Municipal. Em Almada, o Auditório Fernando Lopes Graça será o anfitrião do certame de 6 a 8 de abril. Em Coimbra, nos dias 7, 12 e 13 de abril, o TAGV – Teatro Académico Gil Vicente é o lugar escolhido para o visionamento dos filmes. O Auditório Soror Mariana, em Évora, também terá sessões entre 11 e 13 de abril. Enquanto em Aveiro, o Teatro Aveirense é o local escolhido para os cinéfilos assistirem nos dias 16 e 17 de abril. Viseu é a cidade que se segue, entre 17 e 19 de abril (Cine Clube de Viseu – Auditório IPDJ).

No mês de maio, Beja, Moita, Tomar, Loulé, Viana do Castelo e Caldas da Rainha são as cidades que acolhem esta festa. Em junho é a vez do Teatro Municipal Baltazar Dias receber entre 6 e 9 de junho esta 11.ª edição.

Segundo Stefano Savio explicou ao Onde Ir, “algumas cidades portuguesas demonstraram interesse em ter a nossa programação nas suas agendas culturais. Para além destas 16 que agora divulgamos, outras irão surgir brevemente. E estamos também presentes no Brasil, Angola e Moçambique”, recordando que na edição de 2017, receberam 25 mil visitantes, com Lisboa a ser a cidade mais concorrida”.

Questionado sobre o facto de Portugal ser considerado o Melhor Destino do Mundo para visitar poder trazer mais espetadores ao festival, o diretor do evento, explicou que estão a utilizar essa realidade para realizar, em setembro, “um festival de cinema português em Itália. Faz todo o sentido esta promoção lá fora.”

A 11.ª Festa do Cinema Italiano conta com o apoio de algumas entidades, entre elas a MSC Cruzeiros, o Instituto Italiano de Cultura, UCI, Câmara de Lisboa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *