15 peças de teatro para preparar o verão

Já tinha saudades das sugestões de teatro do Onde Ir? Aqui seguem 15 propostas para todos os gostos, bem quentinhas, a combinar com os dias que aí vêm. Se não lida bem com o calor, aproveite para se refugiar no fresquinho das salas de teatro de norte a sul de Portugal.

Por Wilson Ledo

A Norte:

1.COLÓNIA PENAL. A peça inacabada do dramaturgo Jean Genet chega ao Theatro Circo de Braga, com encenação de António Pires. Uma mistura de registos, onde o fio narrativo se mostra de uma forma frágil. Marcado para 19 e 20 de junho.

2. O OUTRO DE NÓS. O desafio desta peça do grupo Outra Voz, em estreia absoluta, é pensarmos como os outros existem dentro de nós. Com direção de Carlos Correia e José Eduardo Silva, para ver no Centro Cultura Vila Flor. Em Guimarães, a 26 de maio.

3. LULU. É apresentado como um “conto de fadas para adultos” e mistura ingredientes como sexo, dinheiro e violência. Com encenação de Nuno M Cardoso, este trabalho está em cena no Teatro Nacional São João, no Porto, de 13 a 30 de junho.

4. TEORIA DAS TRÊS IDADES. Sara Leitão Barros aventura-se pelos arquivos do Teatro Experimental do Porto para, sobre eles, construir novas narrativas e memórias para o grupo. O resultado dá-se a ver em palco no Teatro Rivoli a 18 e 19 de junho.

5. PORTUGAL NÃO É UM PAÍS PEQUENO. A ditadura e a presença portuguesa em África são os pontos de partida para a nova peça de André Amálio. Um conjunto de testemunhos reais para conhecer em palco a 20 de junho no Rivoli, no Porto.

6.ANTES DE COMEÇAR. A obra de Almada Negreiros é o ponto de partido para este trabalho dos jovens do +Palco, que assinam a encenação, figurinos e cenografia. Para ver a 30 de maio no Centro da Cultura de Ílhavo.

Filhos do retorno

7. FILHOS DO RETORNO. Joana Craveiro e o seu Teatro do Vestido convidam as gerações que não viveram a revolução de 1974 (e o colonialismo que a antecedeu) a navegar nas memórias dos pais. Para ver no Teatro Viriato, em Viseu, a 24, 25 e 26 de maio.

8. TEORIA S5. Ana Vitorino, Carlos Costa e João Martins partem à descoberta do seu arquivo comum e procuram traçar caminhos para o futuro. Um trabalho em cena no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, a 22 de maio.

9. FADA ORIANA. É um dos textos incontornáveis da literatura infantil portuguesa, assinado por Sophia de Mello Breyner Andresen. Agora Joana Providência apresenta uma versão para teatro. Para levar os mais novos ao Convento de São Francisco em Coimbra, a 26 de maio.

 

A Sul:

Cortado por todos os lados

10. CORTADO POR TODOS OS LADOS, ABERTO POR TODOS OS CANTOS. Integrado no festival Alkantara, o novo trabalho de Gustavo Ciríaco percorre o Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, para pensar sobre o teatro tanto como local e prática artística. De 29 a 31 de maio.

11. O NOVO MUNDO. Os Possessos sobem ao Grande Auditório da Culturgest, em Lisboa, com a proposta de um mundo diferente, sem tempo, a contrastar com a correria a que nos habituámos. De 27 a 30 de junho.

Entrevistas

12. ENTREVISTAS. Tiago Cadete traça um retrato de dois países através de entrevistas a emigrantes portugueses no Brasil. Percorrendo várias gerações, deixa claro que há questões que se mantêm ao longo do tempo. De 17 a 19 de maio na Rua das Gaivotas, 6, em Lisboa.

13. UM DIA UMA VIDA. A peça inspirada na obra e vida do poeta português Ruy Belo, onde se reflete sobre o impacto da passagem do tempo, está em digressão e tem paragem marcada no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal. A 14 de junho.

14. A TEMPESTADE. A Companhia João Garcia Miguel ruma ao Algarve com um texto clássico de William Shakespeare, para falar de emoções intemporais como o amor e a vingança. Uma relação de forças para ver, em cena, no Cineteatro Louletano no dia 2 de junho.

ILHAS:

Sweet Home Europa
Créditos: Filipe Ferreira

15. SWEET HOME EUROPA. Uma Europa em crise e a relação entre dois países transformados em seres humanos na peça encenada por João Pedro Mamede. Quando se falam de fronteiras, para onde vamos? A resposta para conhecer no Teatro Municipal Baltazar Dias, no Funchal, a 25 e 26 de maio. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *