4 hotéis e um hostel no Porto que tem mesmo de visitar

Foi considerado o Melhor Destino Europeu de 2017 para visitar e percebe-se bem porquê. A cidade nortenha que tem como pano de fundo o rio Douro e monumentos como a Torre dos Clérigos ou a tão afamada Ponte D. Luís I está cada vez mais renovada e apreciada pelos turistas. O Onde Ir quis comprovar por si mesmo e visitou quatro hotéis e um hostel, que todos deviam experimentar pelo menos uma vez na vida.

Por Sandra Martins Pereira e Wilson Ledo

 

HOTEL CARRÍS PORTO RIBEIRA (4 estrelas)

Fernando Costa, produtor da Herdade da Carregosa, Franche Lestón, diretor comercial dos Socalcos da Carrís e o enólogo Jorge Alves

Paredes meias com a Ribeira surge este hotel, que recentemente ampliou os seus 90 quartos para os atuais 159. As paredes em pedra e os arcos que nos transportam a tempos idos convidam o visitante a “perder-se” pelos inúmeros recantos. Assim que a equipa do Onde Ir chegou ao hotel esperava-nos uma prova de vinhos do grupo Carrís Hotels: Socalcos da Carrís. Foi na cave, desenhada à medida para promover este tipo de degustações, que o enólogo Jorge Alves e o produtor Fernando Costa da Herdade da Carregosa nos explicaram como chegaram aos quatro vinhos da marca: Carrís Tinto Reserva, Carrís Tinto Colheita, Carrís Branco Reserva e Carrís Branco Colheita.

Cultivados na Desejosa, no concelho de Tabuaço, as vinhas do Socalcos da Carrís encontram-se na zona denominada de Alto Douro Vinhateiro, a região vinícola mais antiga do mundo, dando lugar a vinhos que apelam aos cinco sentidos. Com aromas a flores, fruta, madeira e de sabor fresco e intenso, estes néctares dos deuses ficaram-nos no paladar.

Mas regressemos ao hotel, que disponibiliza ainda quatro salas de reuniões, um ginásio, o bar Nomadik, onde é possível almoçar, com a proposta de um menu executivo que pode também ser experienciado por clientes exteriores. No andar -3 fica o restaurante Forno Velho, onde para além do pequeno-almoço, cuja a oferta é bastante diversificada, podemos também jantar. Com espaço para 120 pessoas, o restaurante apresenta gastronomia tradicional portuguesa. Bacalhau da Noruega na brasa com sabores do “Gomes de Sá”, Polvo Selvagem com sabores de brasas com pimentos e batata a murro, Posta de Vazia à Moda de Miranda do Douro, Cabrito Assado em forno a Lenha ou o Pudim Abade de Priscos no bosque com gelado de cereja são apenas alguns dos pratos que vai encontrar.

Com uma decoração a cargo da empresa Empatias – Decoração de Interiores, lda, o Carrís Porto Ribeira apresenta apontamentos do conhecido artista Paulo Neves. Já nos quartos, cuja vista nos leva ao encontro do belo rio Douro e dos seus barcos Rabelo, os tons em castanho conferem-lhe um toque clássico. À disposição do cliente está ainda um café ou um chá. Nós pernoitámos num quarto superior, mas não deixe de experimentar os duplexes também, mais aconchegantes, já para não falar da suite Porto Ribeira que faz as delícias de qualquer um.

Morada: Rua Infante Dom Henrique 1-4050-297 Porto
Telefone: (+351) 220 965 786
https://www.carrishoteles.com/

 

PESTANA PORTO – A BRASILEIRA (5 estrelas)

 

Na Rua Sá da Bandeira, está de volta um clássico da cidade: a cafetaria A Brasileira. Os pormenores dourados contrastam delicadamente com o verde e convidam para um café ou para uma simples pausa de silêncio neste espaço com 115 anos de história.

É um autêntico refúgio no centro de uma cidade cheia de vida. E a experiência do café ganhou, este ano, um adicional: a possibilidade de descansar no hotel com a chancela do grupo Pestana.

A transparência dos vidros e da porta rolante convidam a entrar. Depois, basta descobrir que piso a sorte reserva. A cada andar, o cheiro de uma nova especiaria toma conta dos corredores: café, chá, chocolate, pimenta, canela e anis. O Onde Ir ficou no último, mas não resistiu à tentação de ir parando nos diferentes pisos para perceber os aromas.

No quarto, um dos 90 que o hotel oferece, linhas simples marcam a forma dos móveis e da decoração. A luz que entra por uma das janelas conduz, de imediato, a espreitar: o que há do outro lado é um Porto feito de edifícios cheios de história, aumentando a dúvida sobre o que fazer: ficar no hotel ou caminhar a pé pela cidade?

Uma cidade que o Pestana Porto – A Brasileira desafia também a cheirar (através dos produtos Portus Cale que disponibiliza) e a provar no piso térreo. Afinal, esta cafetaria tem um glamour, uma patine, que involuntariamente conduzem o nosso imaginário a Paris. Mas não, estamos bem no meio da Invicta. E ainda bem.

Morada: Rua de Sá da Bandeira 91, 4000-427 Porto
Telefone: (+351) 210 417 160
https://www.pestana.com/pt

 

VILA GALÉ PORTO RIBEIRA (4 estrelas)

Quando se entra, coloca-se a questão: onde fica mesmo a receção? Ao fundo, numa mesa à esquerda, aí está ela. No amplo salão mistura-se com o bar e a sala de refeições. Os tons castanhos transformam-no na sala de convívio, o ponto de contacto do próprio hotel.

É esta proximidade que cultiva a mais recente aposta do grupo Vila Galé no Porto. Um hotel que se distingue pelo seu conceito “paperless”, isto é, sem papel. De facto, na estada do Onde Ir, não existiram papéis. Contudo, por mais que a vontade seja reduzir a pegada ecológica, há casos em que o papel se torna uma inevitabilidade: como quando os clientes pedem o recibo em formato físico ou nos materiais de faturação da unidade, explicam-nos.

O atrativo deste Vila Galé Porto Ribeira, mesmo perto do Rio Douro que serve de vista para o pequeno-almoço, está no tema escolhido para a sua decoração: a arte. Cada corredor apresenta-se como uma galeria que explica, de forma breve, as características e principais nomes de cada movimento da pintura. Do Impressionismo à Pop Art, do Expressionismo ao Surrealismo.

Cada um dos 67 quartos conta, à entrada com uma paleta, onde é identificado o artista que o inspira. Picasso, Klee ou Van Gogh são alguns deles. O Onde Ir ficou num quarto dedicado a Edvard Munch. Qual o quadro que ocupava a parede principal? “O Grito”. Motivo para muitas gargalhadas e fotografias. É um convite para voltar uma e outra vez, na expectativa de perceber que obra de arte nos calha.

Morada: Cais das Pedras 17 a 22, 4050-465 Porto
Telefone: (+351) 225 431 200
https://www.vilagale.com/br/hoteis/porto-e-norte/vila-gale-porto-ribeira

 

 

INFANTE SAGRES (5 estrelas)

Os donos do Hotel Infante Sagres, em plena baixa do Porto, costumam comparar a unidade a uma joia. Por isso, teve também de ser tratada ao longo de vários meses para recuperar o brilho original. Em abril chegava a notícia: o histórico hotel de luxo estava de volta.

Dos vitrais que rodeiam a escadaria aos tetos, lustres e mobiliário, o trabalho foi de pormenor para trazer de volta o primeiro hotel cinco estrelas do Porto, fundado em 1951. Percorrer cada salão e cada um dos 85 quartos conduz-nos a um passado, cheio de elegância e bom gosto. E cores, muitas cores, entre vermelhos e amarelos, muito fotografáveis. Como num museu, que se pode viver.

Neste regresso, o Infante Sagres traz um novo conceito ao Porto: o Vogue Café. Com o glamour característico desta revista de moda, no amplo espaço do rés-do-chão contrastam o preto e o branco. O lugar certo para tomar um café ou cocktail, e esperar que a noite caia na Invicta.

Morada: Praça D. Filipa de Lencastre 62, 4050-259 Porto
Telefone: (+351) 223 398 500
https://www.infantesagres.com/en/

 

BLUESOCK HOSTELS PORTO

Não é todos os dias que visitamos um hostel e nos esquecemos onde estamos. Pois bem, mesmo em frente ao Carrís Porto Ribeira fica o BlueSock Hostels Porto, do mesmo grupo, com 207 camas e capacidade para acolher até 220 pessoas, uma vez que em alguns dos quartos existem camas de casal. A decoração, que também esteve a cargo da empresa Empatias – Decoração de Interiores, Lda, mistura a pedra, com as vigas de madeira, nos diversos espaços espalhados pelos edifícios. Sim, leu bem, são pelo menos três, os edifícios que se juntaram para dar lugar a este hostel, onde clientes mais jovens e mais velhos (também os há com 80 anos) coabitam. À medida que vamos subindo – atenção que há um elevador para os quartos ímpares e outro para os quartos pares – são 12 pisos, com dois quartos por piso, vamos encontrando alguns com beliches de camas individuais, mas também os há, como já aqui referimos com camas de casal, o que permite que um casal com filhos possa ficar num quarto com a família.

Mas também encontra quartos privados e até uma suite, cuja vista para o rio Douro e a Ponte D. Luís I não deixa ninguém indiferente. Também aqui, o artista Paulo Neves deixou a sua marca pelos vários apontamentos espalhados, já para não falar da cabeceira da cama da suite. Uma verdadeira obra de arte. Mas a suite esconde outras surpresas que não lhe vamos contar para que possa descobri-las.

Voltámos a descer, desta vez para vermos a sala de pequenos almoços e que pequeno almoço. Pequenos croissants, pães variados, cereais, sumos, iogurte e fruta são algumas das iguarias que encontra, mas há mais. Depois das 19 horas este espaço transforma-se em bar e no lugar ideal para trocar impressões com os visitantes de diversos países que ali pernoitam.

Ficámos ainda a saber que daqui a um mês e meio o Bluesock Hostels chegará à Avenida da Liberdade em Lisboa. Ficaremos à espera.

Morada: Rua de São João 40, 4050-492 Porto
Telefone: (+351) 227 664 171
https://www.bluesockhostels.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *