7 maneiras de viajar pelo mundo (em festivais de cinema)

É praticamente impossível não associar o mês de setembro ao regresso dos festivais de cinema. Até ao final do ano, muitos serão os géneros de filmes e as temáticas a tomar conta dos ecrãs. O Onde Ir preparou aqui um guia para não se perder na agenda deste mês.

Por Wilson Ledo

 

Queer Lisboa. Talvez seja o festival mais conhecido e mais antigo desta lista. De 14 a 22 de Setembro, o Cinema São Jorge é o epicentro do cinema LGBT (lésbico, gay, bissexual e transexual). Um dos focos da programação é o retrato do vírus da SIDA e a forma como ele mudou não só a comunidade homossexual mas todo o mundo. Um programa para todos, independentemente da sua forma de viver o amor. De 10 a 14 de Outubro, ruma ao Porto.

 

 

 

Olhares do Mediterrâneo. De 27 a 30 de setembro, no Cinema São Jorge em Lisboa, o olhar sobre o mundo é feito no feminino. Na quinta edição deste festival, são mais de 50 os filmes selecionados. Os problemas que afetam o Mediterrâneo e, especialmente, a questão das migrações são um dos pontos fortes da programação. Uma oportunidade para promover a diversidade cultural através do cinema.

 

Beast International Film Festival. O foco, neste festival, é o cinema da Europa de Leste. De 26 a 30 de setembro, a iniciativa espalha-se pelo Cinema Trindade, pelo Cinema Passos Manuel e pela Casa das Artes, no Porto. Nesta edição, entre as pontes que é possível estabelecer com o (muitas vezes distante) leste europeu, contam-se filmes ucranianos independentes. Escolher só um filme será difícil, até porque o programa conta com mais de 80 títulos.

 

Mostra de Cinema de Viagem e Aventura. Este é o festival ideal para os amantes de viagens, não fosse ele também promovido por uma empresa especialista na área, a Nomad. De 13 a 15 de setembro, pelo ecrã do Mercado Municipal de Matosinhos, vão passar filmes que querem inspirar à mudança, através das paisagens que se dão a ver por esse mundo fora. Nesta edição, o convidado é Johnny Harris: jornalista norte-americano, criador da série “Vox Borders”.

 

Um Mar de Filmes! Mostra de Cinema Documental ao Ar Livre. Aos sábados, pegue no carro e rume até Sagres. Seja na Fortaleza de Sagres, nos Monumentos Megalíticos de Alcalar ou na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, a garantia é de que encontrará cinco documentários neste festival. Filmes portugueses, importantes para pensar o presente e o futuro do património.

 

 

Cinema na Praia. Se lhe está a custar despedir do Verão, aqui vai mais um argumento para “prolongar” a estação quente. De 8 a 17 de setembro, em Cascais, na Praia da Ribeira, há cinema todos os dias, pelas 21h00. Basta trazer a toalha, estender-se na areia e ficar a assistir um (ou mais) dos filmes de Hollywood, muito conhecidos a até premiados, que fazem parte da programação.

 

Moving People – Artista na Cidade. A brasileira Christiane Jatahy é, em 2018, a Artista na Cidade em Lisboa. De 20 a 23 de Setembro, no Jardim do Palácio Pimenta (junto ao Campo Grande), a artista traz um novo projecto (que não é formalmente um festival de cinema). Promovendo, uma vez mais, o contacto entre o teatro e o cinema, Christiane exibe um documentário que está a ser filmado naquele preciso momento, dentro de um contentor. A questão dos refugiados e dos migrantes dá o mote, para abrir o pensamento à diferença e às mudanças nos dias que correm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *