A hospitalidade é universal

A Hotelaria é, por natureza, um setor altruísta, posto que, para bem servir, o hospedeiro deve “vestir” a pele do hóspede, antecipando necessidades e procurando satisfazê-las com profissionalismo, entrega e gosto – sempre.

Por outro lado, sendo um consumidor de recursos, é também um setor necessariamente comprometido com a preservação do meio ambiente e das comunidades onde se insere – só há Hotelaria quando há destino turístico.

Por isso, se “sustentabilidade” e “responsabilidade social” tendem a ser buzzwords noutros setores, a verdade é que em Hotelaria são questões subjacentes à própria atividade.

A prova? Esta história, que começa singela, e que foi crescendo para se tornar naquilo que o atual Presidente da Republica, Marcelo Rebelo de Sousa, que apadrinha a causa desde 2015, considerou verdadeiro motivo de orgulho nacional.

No final de 2012, no pico da crise económica que fustigou o País, e que fechou as portas a muitos hotéis nossos associados, constatámos que as dificuldades que o setor atravessava eram bem menores do que as carências sentidas por grande parte da sociedade portuguesa.

Por isso, sabendo que muitos hotéis associados vendiam os seus bens usados aquando de renovações periódica, lançámos uma campanha de doação de colchões usados a Instituições de solidariedade social, através da AHP, que centralizava o processo.

A iniciativa teve uma enorme adesão, tanto a nível de doações de hotéis como de solicitações de instituições. No entanto percebemos que os colchões constituíam uma pequeníssima parte das necessidades manifestadas pelas instituições que inicialmente apoiámos, e que, em paralelo, muitos dos bens e equipamentos usados em Hotelaria eram passíveis de ser úteis noutros contextos.

Estendemos, assim, o nosso desafio a outros âmbitos, e hoje é muito amplo o rol de donativos: mobiliário diverso, sofás e cadeiras, equipamentos de cozinha, equipamentos eletrónicos e industriais, roupa de cama e wc, tapetes e cortinas, palamenta, entre muitos outros.

Paralelamente, os protocolos com IPSS multiplicaram-se, exigindo da AHP uma atividade cada vez mais intensa de monitorização de necessidades das instituições e procura de resposta cabal junto dos nossos associados.  E, de forma gradual, o projeto ganhou nova escala, transformando-se num verdadeiro Programa de Responsabilidade Social Corporativa, a que chamámos Programa Hospes.

Em cinco anos de programa, conseguimos criar uma rede de apoio sólida e fiável, à escala nacional, que permitiu à AHP entregar mais de 48 mil bens de 89 hotéis associados a 50 instituições de ação social, como a União das Misericórdias Portuguesas, a quem doámos mais de 6.500 bens para equipar casas das vítimas dos incêndios que afetaram a Região Centro; ajudar a equipar o Centro de Apoio Temporário a Refugiados da CML; montar a sala de visitas do Instituto Português de Oncologia de Lisboa; apoiar a Direção Geral dos Serviços Prisionais – enfim, chegar a instituições de todo o país, de natureza e dimensão variáveis, estendendo a nossa ação a milhares de pessoas e famílias.

Conseguimos, no fundo, uma dinâmica simples, assente no modelo de economia circular, que permite vários outputs interessantes: por um lado, promove a otimização de recursos da Hotelaria, um setor que, pela sua natureza, está obrigado a renovações periódicas de bens e equipamentos que, regra geral, se encontram em bom estado de conservação suscetíveis de outro tipo de utilização. Por outro, permite a reutilização desses mesmos bens já num contexto de economia solidária, disponibilizando bens de qualidade e durabilidade a instituições de ação social, cujos recursos são, como sabemos, escassos.

Para a Associação da Hotelaria de Portugal é, por isso, um enorme orgulho saber que estamos a chegar mais longe e que conseguimos orientar a vocação individual dos nossos associados para um esforço conjunto que traz ao de cima aquilo que é, inequivocamente, o melhor do nosso país: a Hospitalidade.

 

Por Cristina Siza Vieira
AHP – Associação da Hotelaria de Portugal

 

Nota: Para saber mais sobre o Programa Hospes consulte
www.hoteis-portugal.pt/a-associacao/responsabilidade-social-e-ambiental 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *