Campanha “Bragança Perto” promove Mel do Parque de Montesinho

Depois do azeite e das castanhas, o Município de Bragança promove agora o Mel do Parque de Montesinho, no âmbito da campanha “Bragança Perto”.

Com Denominação de Origem Protegida (DOP), o Mel do Parque de Montesinho é elaborado a partir do néctar das flores que fazem parte da flora característica da região, em que predomina a urze e o alecrim. Este é, pois, um produto que preserva uma longa tradição e mantém o seu sabor original, uma vez que não é permitida qualquer agricultura artificial, movimentação de colmeias, uso de produtos químicos ou introdução de espécies de abelhas oriundas de outras regiões.

O Mel do Parque de Montesinho é produzido a uma altitude máxima de 1475 metros, na Serra de Montesinho, apresentando um sabor forte, persistente e harmonioso, no equilíbrio entre o doce, o amargo e o salgado. Distingue-se ainda por apresentar um perfil de aromas complexo com expressões florais e frutadas, acompanhadas de madeiras secas e um caramelo suave, que prende os aromas e permite que persistam após a degustação. É macio e pode provocar uma leve sensação de adstringência na boca, explicada pela predominância da Urze.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Bragança, Hernâni Dias, “o Mel do Parque de Montesinho é um excelente cartão de visita da região, um produto que pode ser apreciado e degustado em todas as estações do ano”, acrescentando que “ao dar a conhecer os nossos melhores produtos fazemos também um claro convite à descoberta de Bragança, da sua história, da sua gente e dos seus sabores. Há muito para descobrir e explorar em Bragança.” 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *