CCB recebe “2084 Imagine” a 22 de janeiro com Beth Singler

A Sala de Ensaio, do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, é o palco escolhido para mais um convidado no ciclo de conversas “2084 Imagine”. Graça Castanheira conversa com Beth Singler no próximo dia 22 de janeiro, às 21 horas.

Graça Castanheira, investigadora que explora as implicações sociais e religiosas da inteligência artificial e da robótica, terá a seu lado Beth Singler, investigadora associada do projeto Human Identity in an Age of Nearly-Human Machines, no Instituto Faraday para a Ciência e Religião da Universidade de Cambridge, onde explora as implicações sociais e religiosas da Inteligência Artificial e da robótica. Uma das interrogações centrais do trabalho de Singler gira em torno da questão se devem ou podem os robots sentir dor. A partir deste seu estudo sobre a senciência nos sistemas sintéticos – The Pain in The Machine – tentaremos compreender a futura relação entre máquinas e seres humanos.

Sendo a dor uma experiência biológica, essencial na tomada de consciência, Beth Singler reflete sobre o papel que esta pode ter no desenvolvimento da IA. Será a capacidade de sentir dor capaz de gerar uma consciência artificial? E como será partilhar o mundo com outras formas de inteligência, capazes de respostas emocionais, até aqui exclusivamente nossas?

Como Antropóloga Digital, Beth Singler, tem-se dedicado a interrogar as implicações éticas e religiosas do avanço da inteligência sintética, avaliando o impacto desta no nosso sistema de crenças. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *