Entrevista a Mohamed Mohsen Ismail, diretor do Turismo do Egipto

É o novo responsável da promoção turística em Portugal, Espanha e América Latina e marcou presença na Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu entre 28 de fevereiro e 4 de março, na FIL em Lisboa. Ao Onde Ir destaca os melhores sítios para visitar no Egito e recorda, que o destino recebeu em 2017, mais de 8,3 milhões de turistas, encontrando-se em franca recuperação. Já o número de turistas portugueses naquele país o ano passado registou um aumento de 57,5%, quando comparado com 2016.

Por Sandra Martins Pereira

Que locais mais emblemáticos sugeria aos nossos leitores do Onde Ir para visitar no Egito? Recomendamos que conheçam todos os destinos do mar Vermelho, em especial Hurghada y Sharm el Sheikh, que gozam da merecida fama internacional. Com uma magnífica oferta de sol, praia e desportos náuticos, estes destinos são um complemento perfeito às grandes cidades culturais egípcias: Cairo, Luxor, Assuão, entre outras.

O que não devem mesmo perder os turistas?

Para mim a experiência que não devem mesmo perder é sem dúvida o espetáculo de luz e som nas Pirâmides de Gizé ao entardecer. É algo que não esquecerão.

Pirâmides de Gizé

A gastronomia leva cada vez mais turistas a viajar em busca deste mundo tão delicioso. No caso do Egito isso também acontece? Quais os pratos tradicionais?

Os nossos visitantes desfrutam muito ao provarem a cozinha local, que se caracteriza pela variedade de verduras e frutas extraordinariamente frescas. O pescado do Nilo e do mar Vermelho, que se prepara na grelha e fica delicioso. Alguns pratos típicos são o Koshari, uma mistura de arroz com salsa e o Kebab, uma herança turca. No centro do Cairo e perto das Pirâmides, os turistas encontram inúmeros restaurantes para saborear a nossa gastronomia.

Quem são os operadores turísticos nacionais com que estão a trabalhar neste momento?

A programação do destino Egito por parte dos operadores turísticos portugueses é mais do que suficiente para que o viajante encontre diversas alternativas para viajar até ao nosso país. Claro que gostaríamos de trabalhar com o maior número de operadores portugueses possível e este é um dos nossos objetivos na BTL, estreitar ligações com os mesmos.

Egito, Lago Nasser, Abu Simbel, o Grande Templo de Ramsés II

Quais os programas mais procurados pelos turistas?

O programa clássico é sem dúvida o mais procurado. Consiste numa viagem de uma semana de duração, desfrutando de três noites no Cairo e quatro noites de cruzeiro no Nilo. A partir daqui os operadores agregam várias possibilidades de excursões ou atividades para adaptar a viagem aos interesses de cada turista.

Qual a melhor altura do ano para viajar até o Egito?

Isso depende muito do interesse de cada viajante. Para o turista cultural, a primavera, inverno e outono são as melhores épocas, evitando as elevadas temperaturas que se fazem sentir no verão. Para os turistas que vão para o mar Vermelho, qualquer época é boa.

Em termos de oferta hoteleira, quantos hotéis e que classificações encontramos no Egito?

Não disponho dos dados exatos, mas penso que rondamos os 250.000 estabelecimentos hoteleiros de todas as categorias, incluindo grandes marcas de cadeias internacionais.

Uma das preocupações de alguém que visita outro país no estrangeiro é a segurança. Como é que o Egito está a tratar deste tema, uma vez que episódios passados acabaram por afastar alguns turistas do destino? Ou seja, é seguro viajar para o Egito?

Durante 2017 recebemos 8,3 milhões de turistas internacionais. Os números falam por si só. Os turistas vêm porque é um destino seguro.

O que têm feito para proteger as pirâmides e tantos séculos de história?

A Grande Pirâmide é a única das 7 Maravilhas do Mundo Antigo que resiste até aos nossos dias. A sua sólida construção tem sido suficiente para manter-se em perfeitas condições através dos séculos.

O que procuram mais os viajantes portugueses que se deslocam ao Egito?

Procuram sobretudo o turismo cultural, conhecer o impressionante legado histórico do Antigo Egito. Mas muitos deles também querem desfrutar de umas férias na costa e chegam ao destino em busca do sol e praia.

Se tivesse que fazer um convite aos portugueses para visitarem o seu país, o que lhes diria?

Convido-os a descobrirem a riqueza cultural do Egito e que compartilhem as tradições dos países mediterrâneos, onde nos inserimos também. Asseguro-lhes que será uma experiência especial. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *