Entrevista a Mounira Derbel: Património da Humanidade e gastronomia para ver e saborear na Tunísia

É a nova diretora do Turismo da Tunísia para Espanha e Portugal, Mounira Derbel. Esteve na Bolsa de Turismo de Lisboa e falou ao Onde Ir sobre o seu país. A Tunísia fechou o ano de 2017 com um balanço muito positivo de visitantes, que são atraídos pelo seu clima, pelas praias, o deserto do Saara, o património, a cultura e a rica gastronomia, registando um crescimento geral de 23,2% face a 2016. Na Europa, os números indicam um aumento de 20% no tráfego de turistas, onde Portugal ocupa o primeiro lugar com um crescimento de 106%.

Que locais mais emblemáticos sugere aos nossos leitores do Onde Ir para visitar na Tunísia? O que não devem mesmo perder?

Os locais que têm de ser visitados na Tunísia são os históricos que são Património da Humanidade como o Cathage, Dougga, o Anfiteatro Romano de el Jem e, claro, Djerba a ilha dos sonhos. É essencial visitar o Museu Bardo, o Museu Sousse e os de Djerba já que há mais do que um a valer a viagem.

A gastronomia cada vez mais leva turistas a viajar em busca deste mundo tão delicioso. No caso da Tunísia isso também acontece? Quais os pratos tradicionais que poderá sugerir?

Concordo totalmente. A gastronomia tunisina é uma das mais saborosas. De facto, é feita com ingredientes mediterrânicos: peixe fresco e vegetais, azeite, assim como frutas e frutos secos na pastelaria. O vinho tunisino é também muito apreciado.

O número de portugueses tem aumentado nos últimos tempos no vosso país. A que se deve este aumento?

A Tunísia era um dos destinos fetiche para os turistas portugueses, já que a simpatia e o genuíno sorriso tunisino que caracteriza o povo tunisino fazem os turistas sentirem-se em casa e confortáveis.

Quais os operadores nacionais com quem estão a trabalhar neste momento?

Estamos a trabalhar de perto com a Ego Travel, Viajar Tours, Soltrópico, Solférias, apenas para mencionar alguns.

Existem já programas delineados para o verão à partida de Portugal?

Trabalhamos conjuntamente com os operadores de viagens portugueses no planeamento de viagens à Tunísia com excursões à zona do Saara e à ilha de Djerba, assim como para as estadias curtas.

Qual a melhor altura do ano para viajar até à Tunísia?

A Tunísia é bem conhecida pelo seu clima ameno, mas de maio a novembro os turistas podem usufruir das atividades ligadas ao mar.

Em termos de oferta hoteleira, quantos hotéis têm e que classificações?

Por alto, a Tunísia tem mais de 750 hotéis de diferentes categorias e 246 mil camas.

Se tivesse de fazer um convite aos portugueses para visitarem o seu país, o que lhes diria?

Na Tunísia, os turistas são tratados como hóspedes. São recebidos com um sorriso genuíno e vão sentir-se em casa. A Tunísia é um destino de férias para todos os perfis de turistas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *