Festival dos Canais decorre até 15 de julho em Aveiro

É já esta quarta-feira, 11 de julho, que arranca em Aveiro, o Festival dos Canais. São mais de 200 espetáculos para ver até ao próximo dia 15, neste evento organizado pela autarquia local.

A performance-instalação “The Tower”, de Adam Read, que foi um dos principais palhaços do Cirque du Soleil, as instalações dos Plasticiens Volants e o concerto com Salvador Sobral são alguns dos destaques do primeiro dia do Festival dos Canais.

O Festival alia produções internacionais, nacionais e locais, entre teatro e artes de rua, instalações artísticas, performances, workshops, atividades desportivas e de lazer, oficinas criativas, mercados de rua e Dj’s.

A performance “The Tower”, em que um palhaço solitário procura fugir a um destino e constrói uma nova realidade, é um dos momentos alto da programação deste ano, que conta ainda às 14h00 com a instalação dos “Plasticiens Volants”, uma companhia francesa que desenvolveu uma instalação-percurso alusiva ao tema do mar, recorrendo a esculturas flutuantes de grandes dimensões, através das quais transformam a paisagem de locais icónicos da cidade.

A par desta instalação “aérea,” que se inicia na praça do Peixe até ao Mercado Manuel Firmino, a programação desta quarta-feira inclui ainda, no Jardim do Museu de Santa Joana, às 14h00, uma ópera cooperativa – a ser interpretada pela La Cantatrice, uma escultura de grandes proporções -, e fruto do trabalho desenvolvido na edição de 2017 com o Coral São Pedro de Aradas, Coral de Vera Cruz, Coral Polifónico de Aveiro, Coro do Conservatório de Música de Aveiro e dos artistas Hugo Branco, Foque, e Ohxalá.

Durante a tarde de hoje estão ainda previstas atividades para os mais pequenos, entre as quais a Parada de Mimos, às 14h30, no Rossio, que transformam as ruas num palco itinerante de artes circense. Destaque também para o Lightscape – Holy Nothing, uma instalação interativa onde todos os públicos podem explorar, manipular e criar música, paisagens cénicas e jogos de luz, e para o Phonopentatube dos Crassh, uma instalação que percorre uma ponte, através do caos organizado em muito metros de tudo plástico afinado numa escala pentatónica.

O evento conta ainda com uma Sala de eStar, instalada na Praça da República com animação diária, e uma Funky Beach, um espaço relaxado e tropical, com palmeiras, espreguiçadeiras e cocktails variados, que oferece todos os dias música variada assinada por diferentes Djs.

Entre Storytellings, instalações que celebram pontes, CityLabs com convidados internacionais, muitas são as propostas agendadas para o primeiro dia do festival. Às 16h00, a companhia chilena Murmuyo protagoniza um dos momentos altos da tarde com o espetáculo de rua Su-Seso Taladro, já premiado, admirado e aclamado em todo o mundo, que parte do tráfego urbano para uma intervenção requintada de improvisação e provocação.

Às 17h00, no Rossio, realiza-se a primeira atuação da Fanfarra dos Canais, uma fanfarra criada especificamente para este evento que, até domingo, subirá e atravessará os canais, animando as ruas da cidade. Meia hora mais tarde, no Rossio, realiza-se o concerto dos Delta Blues Riders, que convidam a uma entusiasmante viagem pelo universo dos blues.

Às 22h00, Salvador Sobral sobe ao palco do Cais da Fonte Nova para protagonizar o primeiro grande concerto do Festival dos Canais, que contará ainda com The Legendary Tigerman com a Banda Sinfónica de Aveiro Banda Amizade (dia 12), António Zambujo (dia13), Carolina Deslandes (dia 14) e Miguel Araújo (dia 15).

A terceira edição deste evento, que decorre nos canais urbanos da Ria de Aveiro, nas praças e nos espaços públicos da cidade, entre as 10h00 e a 1h00 da madrugada, apresenta estreias nacionais e reúne um extenso leque de atividades interativas e culturais gratuitas dedicadas a todos os públicos. Mais informações através do site: www.festivaldoscanais.pt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *