Histórias de automóveis, satélites e bairros

Quem habita nas obras de arte que contemplamos? Que conversas tiveram lugar nos automóveis suspensos pelas linhas desenhadas por Florisa Novo Rodrigues? Onde estão as famílias que ocupavam os espaços demolidos fotografados por André Castanho Correia? Quantas narrativas podem pertencer a uma imagem?

Anseio a entrada triunfante das personagens da série Ensaio nº1: Histórias de automóveis e satélites, de Florisa Novo Rodrigues. Desvio o olhar das obras de arte por apenas uns segundos, fingindo a descontração de quem nada espera e, finalmente, vejo-os: vestidos a preceito, cores que combinam com os carros, os carros do tom da vestimenta e este quadro cromático que nos envolve. Estendo ao infinito o traço do desenho detalhado pela caneta Pilot e prolongo os cenários cinematográficos para além da sua moldura circular. Atrevo-me a seguir a trajetória dos carros clássicos, desobedecendo à forma original das ilustrações e sigo, conduzindo estrada fora.

Ao possível mapeamento do imaginário da artista, contraponho as declaradas geografias do portefólio de André Castanho Correia: cá (Braga e Lisboa) e lá (Londres). Alterno entre a realidade e a ficção e encontro os pontos que unem os percursos de ambos: a escolha do analógico, a capacidade de desafiar indefinidamente a imaginação do espectador e a habilidade de contar histórias, interpelando-nos a criar tantas outras. Não há margem para entretenimento nas fotografias selecionadas: a opção pela baixa saturação ou a inexistência de contraste fabricado obriga-nos a ver, efetivamente, e a não sermos distraídos por artifícios. Apesar da legenda de cada obra de arte nos localizar, inevitavelmente, no local de registo, através da técnica da fotografia de médio formato, a simbologia territorial presente permite-nos reconhecer vários possíveis espaços, em simultâneo.

Regresso às origens e percorro o paralelo da Rua Francisco Agra, no coração de Guimarães, cidade berço, até me deparar com umas das mais belas criações do Gabinete de Arquitetura Cerejeira Fontes, de Braga. O Santa Luzia ArtHotel acolhe uma nova mostra da zet gallery: ARQUITETURA(S) NUM MOMENTO, dos artistas André Castanho Correia e Florisa Novo Rodrigues, com curadoria de Helena Mendes Pereira, Chief Curator. Para todos os que quiserem conhecer os protagonistas e as suas histórias: este sábado, dia 16 de junho, pelas 21h30.

 

 

 

 

 

 

Por Catarina Martins

Head of Communication da zet gallery 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *