O melhor azeite do mundo é do Alentejo

O melhor azeite verde ligeiro do mundo é português e é produzido pela Sociedade Agrícola Vale do Ouro, em Ferreira do Alentejo.

Esta distinção é resultado do prémio Mario Solinas – o mais cobiçado a nível mundial, na indústria do azeite – pelo International Olive Council (Conselho Internacional do Azeite), que se reuniu na passada sexta-feira, 6 de abril, em Madrid. A cerimónia de entrega dos prémios terá lugar a 29 de junho, em Nova Iorque, durante a realização da Fancy Food Show, a maior feira de produtos alimentares do mundo.

Portugal igualou pela primeira vez Espanha em número de prémios atribuídos nos primeiros, segundo e terceiro lugares (onde são consideradas quatro categorias por cada nível – azeite verde intenso, médio, ligeiro e maduro).

Assim, foram atribuídas quatro distinções a Portugal: 1º prémio, para azeite verde ligeiro, à Sociedade Agrícola Vale do Ouro, de Ferreira do Alentejo. 2º prémio para um azeite da Sovena e, no terceiro prémio, dois galardões para as empresas Fitagro e para a Elosua, ambas sedeadas em Ferreira do Alentejo.

O prémio Maro Solinas nomeia ainda o nome dos três produtores que chegaram à final nas três categorias. E no caso dos azeites maduros houve mais uma distinção para Portugal, ao azeite Cartuxa Extra Virgem da Fundação Eugénio de Almeida, em Évora.

Em competição na edição do prémio Mario Solinas 2018 estiveram 189 marcas de azeite. Espanha, que é o maior produtor mundial, concorreu com 97 marcas, Portugal com 35, Tunísia com 16, Itália com 15, Marrocos com 12, Grécia com 5, Turquia com 4, China com 2 e Brasil, França e Croácia com 1 marca.

Recorde-se que Portugal é o segundo maior produtor de azeite do mundo, seguindo-se Itália e a Grécia.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *