Slow Spa onde o tempo para

E se por momentos o tempo parasse e você pudesse descansar? Isso é possível. Não acredita? Então nós contamos tudo. “Escondido” no Hotel Casa Palmela, em Setúbal, fomos encontrar o Slow Spa, onde o tempo entra em modo pausa e nos concentramos apenas no que é essencial.

Por Sandra Martins Pereira

Saímos de Lisboa por volta das 10h00, calmamente rumámos a sul até Setúbal, depois de algumas rotundas em direção à Estrada Nacional 10 – Azeitão/Lisboa, começamos a vislumbrar a grande quinta à nossa esquerda. A entrada é longa, ladeada pelas vinhas, verdadeiro mar verde que se perde de vista. À nossa frente ergue-se um pequeno palacete caiado de branco.

Atravessamos a receção do hotel em direção ao terraço. Tudo começa aqui, o verde acompanha-nos, enquanto as pequenas plantas do jardim deambulam ao sabor da brisa. E até ao nosso Slow Spa prepara-se um caminho de silêncio, onde só o cantar dos pássaros e das cigarras nos acompanham. Ao fundo ergue-se a Serra da Arrábida, enquanto a vinha da quinta, os pinheiros e o caminho em terra batida nos guia até a uma pequena cabana de madeira.

Ali, no meio do nada, desprovidos do supérfluo, estamos preparados para o nosso momento zen. São quatro salas, uma delas dupla, para tratamentos em casal, cada uma decorada com uma cor diferente. Gerido pela Spaswelove, o Slow Spa difere de um outro qualquer spa, por não ter associado a si a piscina. Mas cumpre em si o objetivo principal de qualquer Spa: o verdadeiro descanso.

Terapeuta Joana e Filipa Santos, da Spaswelove

Filipa Santos, da Spaswelove explica: “Este é um conceito muito especial e diferente, aqui a ideia é que o cliente venha sem tempo marcado. Não temos tratamentos com menos de 45 minutos e existem mesmo alguns que chegam a ter duração de duas horas. Depois, bem depois o cliente pode ficar a relaxar e a contemplar esta natureza. O próprio caminho até ao Spa difere dos habituais em hotéis, onde normalmente estão numa cave. Aqui o caminho serve de meditação e de preparação para o tratamento”.

“Bye, Bye Stress”

A equipa do Onde Ir experimentou o tratamento “Bye, Bye Stress”, de 75 minutos, mas o menu é extenso e poderá encontrar o “Despertar da Mente” (90 minutos/110€), “Alma Tranquila” (90 minutos/100€), “O Oceano Aqui Tão Perto” (55 minutos/80€)  ou ainda “Poder de Aromaterapia” (75 minutos/75€). Todos são antecedidos por um ritual de boas-vindas e preparados com produtos naturais que encontramos na quinta, como a alfazema ou o alecrim. E os clientes podem escolher o aroma que mais gostarem.

Os cuidados faciais e corporais também fazem parte deste menu, onde não faltam ainda programas especiais, que prometem fazê-lo sair dali “leve como uma pena”.

Mas regressemos à nossa experiência. À nossa espera está a Joana, uma jovem terapeuta de vinte e poucos anos, com um dom natural de nos deixar relaxados. Como já lhe dissemos fizemos a massagem “Bye, Bye Stress”. Entrámos no nosso gabinete, onde o aroma a alfazema nos invade. Já deitados, a jovem terapeuta começa por nos cobrir os olhos com umas compressas embebidas em água de rosas.

O dia está quente lá fora, mas ali dentro existe uma brisa fresca e enquanto o cheiro da alfazema nos transporta a um “campo imenso”, a Joana dá início ao ritual de boas vindas com uma mistura de sal marinho, alfazema e azeite. Primeiro um pé, que acaba por ser mergulhado lentamente num pequeno recipiente com água e alfazema, depois o outro e o mesmo ritual. Por esta altura apenas nos vem à cabeça a sensação de estar a passear num pequeno riacho de água fresca e translúcida. Segue-se a massagem aos pés e o mundo começou a parar.

Já de costas, começam a sentir-se as pindas quentes que ajudam a relaxar, seguidas da massagem. Dos pés à cabeça a sensação de bem-estar está presente.

Terminada a massagem deixamo-nos estar mais um pouco e depois reencaminhamo-nos ao alpendre do Spa. Na cadeira de baloiço bebericamos uma água aromatizada com laranja e pepino e ali nos deixamos estar com os sons da natureza. Por momentos o tempo parou, esquecemo-nos de tudo e de que existe mundo lá fora. Está na hora de partir, com uma certeza, porém: voltaremos sempre que quisermos que o tempo pare.

 

 

Mais informações:

Slow Spa

Hotel Casa Palmela

Estrada Nacional 10, Km 33.5, Quinta do Esteval, 2900-725 Setúbal

Telefone265 249 650

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *