Social B convida a petiscos e cocktails

Quem passa pela rua da Boavista, em pleno Cais do Sodré, em Lisboa, e espreita o bar Social B, apetece entrar e ficar mesmo sem saber o que se passa no seu interior. Não se fica indiferente à decoração descontraída feita a partir de peças desemparelhadas que juntas resultam na perfeição.

Ali apetece ficar no balcão, que mais parece uma instalação artística, a beber qualquer coisa. Ou reunir meia dúzia de amigos na recatada mezzanine, com vista privilegiada para a cozinha a partilhar conversas e petiscos.

Percebe-se que é um sítio bonito e que não obedece a modas e só por estes dois motivos já nos faz gostar de ter ali entrado. Mas quando se vê o bem-disposto Mikas, um nome conhecido da noite lisboeta, percebe-se que estamos no sítio certo para beber um cocktail preparado na hora, baseado no nosso gosto pessoal. E claro, dar dois dedos de conversa com o proprietário que, há mais de 20 anos, nos habituamos a ver no Bicaense, na zona da Bica, não muito longe ou mais recentemente no bar a Tabacaria, ali a dois passos.

Mas há mais motivos para nos deixarmos ficar no Social B, e são os petiscos preparados pela cozinheira de mão cheia Zola que o acompanha há alguns anos, e que ali podem ser degustados ao som de boa música. Camarões picantes com banana-pão, caril de caranguejo e pratos africanos como a cachupa, fazem parte da ementa deste bar que promete organizar eventos de diferentes áreas culturais. Fique atento às novidades na sua página do facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *