20 ideias: julho de norte a sul do país

Julho é mês de calor e, com ele, chegam as festas e romarias. Para que, entre tanta sugestão, não acabe a ficar em casa, o Onde Ir reuniu propostas diferentes de norte a sul do país – sem esquecer, claro, as ilhas. São 20 ideias, uma por distrito, para anotar já.

Por Wilson Ledo

Aveiro

Macau fica longe mas isso não é motivo para deixar de conhecer a música desta região administrativa especial, quando se assinalam os seus 20 anos de autonomia. A Banda Sinfónica de Jovens de Macau dará vários concertos em Portugal. A 20 de julho, será em Oliveira do Bairro.

Beja

Sempre teve o sonho de dormir num edifício de outros tempos? Talvez Beja possa concretizar este desejo, com uma Pousada de Portugal. O antigo Convento de São Francisco é um lugar cheio de histórias para contar. Se tiver calor, a piscina está sempre a poucos metros.

Braga

Há um festival, para descobrir em Braga, onde o trombone é o grande protagonista. De 9 a 13 de julho, o som deste instrumento toma conta de vários espaços da cidade. Há intérpretes de vários pontos do globo, da Hungria à Austrália.

Bragança

Quem acha que o interior é apenas sinónimo de sossego, é porque ainda não espreitou o cartaz do Quintanilha Rock. O Parque do Colado recebe três dias de música, de 4 a 6 de julho. Bandas portuguesas e espanholas assinalam os 18 anos deste evento.

Castelo Branco

Se o dia pode ser passado a descobrir o Museu Cargaleiro, à noite não vai precisar de rumar a outra paragem. A 13 de julho há “Noites Azuladas no Cargaleiro”, com boa música. Primeiro com um concerto do pianista Luís Raposo, depois com o Luís Barrigas Trio.

Coimbra

Adora a cultura japonesa e sempre quis aprender mais? Se tiver uma semana de férias disponível, de 6 a 12 de julho há um curso (pago) de cerâmica japonesa na Aldeia do Xisto da Cerdeira, com o Sensei Masakazu Kusakabe. Apresse-se: as inscrições são limitadas.

Évora

A arte contemporânea não precisa de ser algo difícil de descortinar. Para isso mesmo, na Fundação Eugénio de Almeida, o melhor é mesmo embarcar numa visita guiada à exposição “Maria Lino – lâmina olhar animal”. Diogo Pinto, o curador, vai explicar as suas escolhas.

Faro

Já imaginou ouvir música clássica, sentado, no areal? Na Praia da Rocha, em Portimão, vai ser possível. A 20 de julho, a Orquestra Clássica do Sul atua nesta sessão do “Música à Beira-Mar”. Entrada gratuita, às 18:30, mesmo a tempo do por do sol.

Guarda

Quem disse que julho não é mês para rumar à Serra da Estrela? A neve pode ter desaparecido mas há uma outra fonte de brincadeiras: o Museu do Brinquedo em Seia. Junte as crianças e leve-as a este espaço, para ficarem a saber como era brincar no passado, quando ainda não havia computadores.

Leiria

Talvez por ficar a meio caminho entre Lisboa e o Porto, Leiria não surja logo como um destino para passar um fim-de-semana diferente. Queremos provar-lhe o contrário, com o Solar Senhora da Oliveira. Para passar uns dias numa casa rural nobre do século XVIII, não precisa de deixar os animais em casa, porque há dois quartos “pet friendly”.

Lisboa

O Museu de Lisboa – Teatro Romano serve de palco a “Édipo – Cegos que nos Guiam”, a nova peça da companhia Teatro Livre. Eurico Lopes e Sandra Celas fazem parte do elenco. Uma oportunidade para apreciar teatro de uma forma diferente, de 4 a 21 de julho.

Portalegre

É descrita como a “terra dos sonhos aromáticos”. Em Campo Maior, a terra do café Delta, há um novo refúgio para estes dias de calor. Chama-se Herdade dos Adaens e permite, por exemplo, uma escapadinha a dois num quarto que já foi um antigo barco. Original, não lhe parece?

Porto

Julho traz mais um novo motivo para ficar a dormir no Porto, na conhecida Rua das Flores. O grupo hoteleiro PortoBay prepara-se para abrir uma nova unidade na Invicta, com um argumento de peso para os amantes de património histórico: o hotel recupera o Palácio dos Ferrazes, um palacete do séc. XVI.

Santarém

Festa dos Tabuleiros, em Tomar, realiza-se de quatro em quatro anos. Se já esperou mais do que devia, basta rumar a esta cidade até 8 de julho. Para o último dia, está marcado um concerto de Ana Moura, que leva o fado ao Estádio Municipal.

Setúbal

É já uma referência habitual quando chega julho. O Festival de Almada, na 36ª edição, traz o melhor do teatro feito dentro e fora de Portugal, de 4 a 18 de julho. “Se Isto é um Homem”, a partir do livro homónimo de Primo Levi, é uma das sugestões para ver na margem sul do Tejo.

Viana do Castelo

Rumar a Melgaço a 6 de julho é sinónimo de agenda cheia. A segunda edição do “Lamas Sons & Ventos” junta a música, natureza e costumes locais. Há também oportunidade para degustar alguns dos melhores produtos da região.

Vila Real

Para quem quer combinar o interior do país com a frescura de uma piscina, Vila Real pode ser uma opção. A nossa sugestão é que fique alojado na Quinta da Corujeira, onde o verde do campo e o cinzento da rocha convivem em perfeita harmonia.

Viseu

Para os apreciadores de jazz, Viseu é o destino deste mês de julho. De 24 a 28 de julho, em vários locais da cidade, está de volta o festival “Que jazz é este?”. Há concertos imperdíveis no Museu Nacional Grão Vasco ou na Pousada de Viseu.

Açores

Já é uma das marcas culturais dos Açores: o festival de arte Walk&Talk está de regresso a São Miguel, para colocar a ilha e o arquipélago no mapa. De 5 a 20 de julho há exposições, performances e conversas para encher a agenda.

Madeira

No Mudas – Museu de Arte Contemporânea da Madeira, o verão vai ser feito de música. O programa “MUDASHOTsummer” arranca a 13 de julho com Larissa Baq, que apresenta o seu último álbum na região. A entrada é livre.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.