20 praias fluviais para mergulhar em todo o país

Não gosta da areia? As ondas assustam-no? Para matar o calor, há uma alternativa chamada praia fluvial. Bem, várias alternativas. O Onde Ir escolheu uma praia fluvial (ou outro paraíso de água doce) em cada distrito. Uma lista difícil de compilar, porque Portugal tem muito mais para descobrir.

Por Wilson Ledo

AVEIRO

A praia fluvial da Quinta do Barco fica na margem esquerda do rio Vouga, em Sever do Vouga. Além da natureza, pode contar com uma piscina flutuante (para maior segurança) e um parque de merendas ali mesmo ao lado.

BEJA

Entre São Luís e Odemira, a natureza oferece-se em estado puro no Pego das Pias. Deste mergulho entre as rochas faz também parte uma lenda sobre uma promessa não cumprida. Até lá chegar, aproveite a beleza e o verde do trilho pedestre.

BRAGA

Neste distrito, dar apenas uma sugestão torna-se difícil. Rume até Terras de Bouro e descubra a praia fluvial de Vilarinho das Furnas. No verão, quando o nível das águas desce, é possível ver os vestígios de uma aldeia submersa pela construção da barragem.

BRAGANÇA

Quem rumar a Trás-os-Montes nesta altura de calor, tem de contar com uma paragem em Macedo de Cavaleiros. Além da qualidade da água, a praia fluvial da Albufeira do Azibo conta com acessos acessível a pessoas com mobilidade reduzida.

CASTELO BRANCO

(c) Beira.pt

Mesmo sem neve, a Serra da Estrela vale sempre a visita. Mergulhar nas águas límpidas da praia fluvial do Paul, na Covilhã, é um programa que promete relaxá-lo no contacto com a natureza. Mesmo nos dias mais quentes, conte com locais de sombra.

COIMBRA

Neste distrito foi o fator “História” a pesar na escolha. Em Arganil, a paisagem da aldeia de xisto de Foz D’Égua vai resultar numa fotografia (e num mergulho) capaz de fazer inveja aos amigos. A poucos quilómetros, há ainda Piódão para descobrir. 

ÉVORA

A escolha, aqui, era óbvia. O concelho de Mourão tem a maior praia fluvial do Alqueva. Espaço há muito no areal e na água, onde os adultos podem contar com uma plataforma flutuante onde treinar os melhores saltos.

FARO

Numa região conhecida pelas praias de mar salgado, alguns dirão que é pecado escolher outro sítio para se refrescar. Talvez porque ainda não conheçam a praia fluvial do Pego Fundoem Alcoutim. Para os almoços em família, há também um parque de merendas.

GUARDA

Este distrito também nos deu algumas dores de cabeça na escolha. A praia fluvial de Loriga, em Seia, destaca-se pela beleza natural. Depois, sempre pode contar aos amigos que mergulhou na única praia portuguesa que fica num vale aberto por um antigo glaciar.

LEIRIA

O verde da natureza em volta é argumento forte para uma visita à praia fluvial das Fragas de São Simão, no concelho de Figueiró dos Vinhos. As características do local são também um convite para a prática de desportos radicais como rapel ou escalada.

LISBOA

De um lado o mar, do outro o rio. Na Foz do Lisandro, em Mafra, é mesmo possível agradar a “dois amores”. Se a zona do mar é a mais frequentada, sobretudo por surfistas pelas ondas agitadas, na praia fluvial poderá encontrar maior sossego.

PORTALEGRE

Na albufeira do Maranhão, a praia fluvial de Avis é o destino para um mergulho num dia quente. O clube náutico conta com vários serviços como parque de campismo ou restaurante, para ter tudo o que precisa sempre ao pé.

PORTO

Em Amarante, a praia fluvial de Larim tem merecido destaque pelas águas límpidas e pelas condições para que as crianças passem um dia em cheio. O parque de merendas convida também a uma refeição em família.

SANTARÉM

Rodeada pelo verde dos pinheiros, e longe da poluição, a praia fluvial de Carvoeiro é um autêntico refúgio para descobrir no concelho de Mação. A qualidade da água e as acessibilidades têm sido elogiadas nesta praia durante os últimos anos. 

SETÚBAL

A poucos minutos de Lisboa, o concelho de Alcochete tem a praia fluvial do Samouco como atrativo. Além do extenso areal, há uma zona dedicada à prática de desporto e um parque para skates. Os mais gulosos podem contar com um espaço de merendas. 

VIANA DO CASTELO

A calma, a vista para a Serra D’Arga e a ponte romana fazem da praia fluvial de Azenhas de Estorãos, em Ponte de Lima, um verdadeiro postal turístico. É um espaço apropriado para crianças, pela pouca profundidade das águas.

VILA REAL

Esta é uma sugestão para os aventureiros, que apreciam trilhos pedestres e o contacto com a natureza. A cascata das Fisgas do Ermelo é um dos pontos imperdíveis da área protegida do Parque Natural do Alvão, em Mondim de Basto. 

VISEU

Num distrito com tantas opções, optámos pela praia fluvial da Folgosa, no concelho de Castro D’Aire. Fica na margem direita do rio Paiva, um dos mais limpos da Europa. Além da água, também a vegetação contribui para a sensação de frescura.

AÇORES

(c) astavait

Para chegar ao Poço Azul na Achadinha, concelho do Nordeste, é preciso percorrer um trilho pedestre. Ao chegar ao destino, encontra um verdadeiro regalo para os olhos. A água é fria, sim, mas vale a pena arriscar (nem que seja pelo azul da fotografia para o Instagram).

MADEIRA

Passou vários anos como um segredo dos locais. Contudo, o Poço dos Chefes passou para a ribalta com o poder das redes sociais. Esta alternativa fresca, no Curral das Freiras, mostra que nem só de mar vivem as ilhas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.