7 exposições a não perder

As artes chegaram para dar alternativa aos dias quentes e sem planos e por todo o País inauguram exposições dos mais diversos tipos de artistas, desde as gravuras inéditas de Pablo Picasso ao filme em forma de instalação de Bárbara Wagner e Benjamim Burca.

“Pablo Picasso. Suite Vollard.”de Pablo Picasso

O Palácio das Artes, no Porto, abre portas para receber no próximo dia 30 de maio uma coleção de 100 gravuras de Pablo Picasso, que estão pela primeira vez em Portugal. A exposição inédita reúne gravuras desenhadas pelo artista entre 1930 e 1937, consideradas das mais importantes do século XX. A entrada tem o custo de €10 que inclui a prova de um cálice de vinho do Porto no espaço Taylor’s Lounge para adultos. As crianças até aos 12 anos entram gratuitamente e a exposição estará patente até 11 de setembro.

“I Was Thinking About You” de João Abreu Valente

O Casino de Lisboa inaugura na quinta-feira, 30 de maio pelas 18h30, a exposição “I Was Thinking About You” da autoria de João Abreu Valente. Com a curadoria de Ana Maria Catarino, a exposição junta sete peças de cerâmica que podem ser observadas gratuitamente na Galeria de Arte no Arena Lounge. O tema é a relação comportamental entre o homem e o objeto e todas as peças podem ser visitadas até 27 de junho, entre as 15h e as 3h da madrugada, exceto à sexta-feira, sábados e vésperas de feriados cujo horário passa a ser das 16h às 4h. 

Imagem/Técnica, os inventários de Emílio Biel

O Pavilhão de Exposições da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto recebe na próxima quinta-feira, 30 de maio, a exposição de Emílio Biel que apresenta nove álbuns fotográficos com imagens dedicadas às obras de engenharia que o autor elaborou para a atual Ordem dos Engenheiros. A exposição está patente até 20 de julho e a entrada é livre.

“Natura est Theatrum” de Jaqueline de Montaigne

A muralista portuguesa Jaqueline de Montaigne coloca a natureza no centro do seu novo trabalho “Natura est Theatrum” que inaugura dia 31 de maio na Galeria Espaço Exibicionista em Lisboa. A exposição individual reúne aguarelas científicas detalhadas e misturadas com obras de arte que se expandem em murais e pequenas instalações e estará patente até 24 de junho. 

“Desejos, Sonhos e Sedução (Parte 2)” de Luís Viegas Mendonça

No dia 6 de junho, a exposição “Desejos, Sonhos e Sedução (Parte 2) do fotógrafo Luís Viegas Mendonça será inaugurada pelas 21h30 na Galeria de Arte do Casino Estoril, onde serão apresentados cerca de 30 trabalhos a preto e branco, que transportam o observador para um mundo ideal, onde todos os desejos e sonhos são concretizados. A exposição estará disponível ao público todos os dias das 15h às 24h e a entrada é livre.

“minha solidão sente-se acompanhada” de Manuel Costa Cabral

O Projeto Travessa da Ermida inaugura no dia 7 de junho, entre as 18h e as 21h a exposição “minha solidão sente-se acompanhada”, que reúne cinco obras de pintura sobre papel feitas nos anos 90 e é da autoria de Manuel Costa Cabral. A exposição está patente até 13 de julho na Travessa do Marta Pinto, em Lisboa.

“Faz que Vai” de Bárbara Wagner e Benjamim Burca                  

A exposição “Faz que Vai”, da curadoria de Moacir dos Anjos, inaugura a 13 de junho pelas 21h30 no Maus Hábitos do Porto e quer dar a conhecer o trabalho de Bárbara Wagner e Benjamim de Burca, que fazem parte da comitiva brasileira da Bienal de Veneza deste ano. O nome inspira-se num dos mais típicos passos da tradicional dança frevo, originalmente herdeira dos movimentos da Capoeira. O filme que navega entre a ficção e o documentário será apresentado em formato instalação e estará disponível até dia 28 de julho.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.