Arraiolos

Se está à procura de descanso, prepare já as malas para uma escapadinha em Arraiolos. Esta vila alentejana é sinónimo de ar puro e simpatia. O nome é conhecido um pouco em todo o mundo por causa dos tradicionais tapetes. Mas, garantimos, esta terra é uma joia em bruto por descobrir.

Por Wilson Ledo

ONDE DORMIR

Pousada de Arraiolos – Convento de Nossa Senhora da Assunção

Se há vista privilegiada para Arraiolos, é a partir do terraço desta Pousada de Portugal. O verdadeiro cartão-postal alentejano, com toda a modéstia. Foi aqui que o Onde Ir ficou para um fim de semana verdadeiramente longe da confusão.

O hotel fica no chamado Vale das Flores, um pouco afastado do centro de Arraiolos – mas a distância vale a pena pela quantidade de verde que nos envolve, enquanto repousamos neste antigo convento do século XVI. Apesar da reclusão associada a estes espaços religiosos, os largos corredores e as salas amplas convidam ao convívio, a ficar fora do quarto.

Não haverá aqui lugar mais concorrido do que a piscina ao ar livre: um azul contagiante, onde é possível combater o calor característico desta região do país. Ainda assim, pouco mais se ouve do que o som da água e o cantar dos pássaros. E, quando a brisa começa a soprar ao final da tarde, há sempre margem para uma ida à piscina interior.

Os quartos cumprem no espaço e no conforto, dois valores a que a marca Pousadas de Portugal já nos habituou. A nossa dica é que venha sem agenda, sem planos marcados, sem pressas. A cada passeio neste hotel vai, certamente, descobrir algo novo. E não perca os imponentes painéis de azulejos da igreja que faz parte do convento.

Villa Extramuros

Apesar de não termos ficado alojados no Villa Extramuros, não podíamos deixar de destacar este hotel. O que temos lido e ouvido (de fontes de confiança) dá-nos certezas de que esta é outra das maravilhas de Arraiolos. Neste alojamento, com apenas cinco quartos e pensado ao pormenor por um casal francês, as linhas contemporâneas e geométricas misturam-se, em harmonia, com a natureza. O contacto com os animais, em especial com as ovelhas, é outro dos motivos que podem pesar na decisão.

ONDE COMER

República do Petisco

Estávamos ainda em Montemor-o-Novo, a caminho de Arraiolos, quando nos falaram deste restaurante. “Têm mesmo de ir”, disseram-nos, sobre este que é um dos restaurantes recentes na vila alentejana. O República do Petisco tem um argumento de peso: uma esplanada de madeira, com sombra, bem no centro de Arraiolos. A carne e os produtos confecionados com a sabedoria alentejana justificam que, às vezes, se formem filas, sobretudo à hora de almoço aos fins de semana. Prepare-se para doses generosas e para um atendimento simpático e eficiente.

O Alpendre

Quem busca tradição, tem de fazer uma paragem n’O Alpendre. Decorado de forma rústica, o restaurante não deixa o cliente em dúvida sobre o que pode encontrar na carta: as carnes alentejanas, como o porco preto e o borrego, e uma grande variedade de migas. A qualidade tem, obviamente, um preço mais elevado. Dias não são dias – e a comida desta região permite desculpa para toda e qualquer fuga à dieta ou gasto extra.

O Toucinho

Quer fique alojado ou esteja apenas de passagem, o maior pecado será sair de Arraiolos sem provar um Pastel de Toucinho. O doce é feito com ovos, açúcar, amêndoas e toucinho e é, sem sombra de dúvida, um dos sabores mais característicos da vila. Pode encontrá-lo, por exemplo, na Pastelaria O Toucinho. Um licor de poejo combina às mil maravilhas com esta iguaria.

O QUE FAZER

Conhecer a história e aprender a fazer Tapetes de Arraiolos

Falar de Arraiolos sem dar destaque aos tapetes seria um erro crasso deste roteiro. Este é o produto que move grande parte do comércio tradicional da vila, bem como a sua componente cultural. Em plena Praça do Município, funciona o Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos, onde é possível ficar a conhecer melhor a história e as técnicas desta arte secular, que terá começado ainda antes do século XV.

Contudo, os tapetes de Arraiolos estão longe de ser apenas passado. São, sobretudo, futuro. Quando entrámos na Fábrica de Tapetes Hortense, a proprietária fez questão de nos contar o seu percurso e mostrar, ao vivo, como os pontos que moldam estes tapetes de lã. Hortense Canelas tem muita vontade que outros lhe sigam a arte e, por isso, dá “workshops” a todos os que queiram aprender – as sessões têm de ser agendadas e, normalmente, duas tardes de aulas costumam ser suficientes para passar as técnicas essenciais, diz-nos esta tapeteira. Há um “kit” preparado para os iniciantes – o resto é talento e vontade.

Passeie a pé

Se as pernas ainda não o traem, estas dicas são para si. Apesar da Pousada de Arraiolos ficar afastada do centro, é possível lá chegar a pé, num percurso que dura menos de meia hora. Da entrada na propriedade do convento até à vila existe um passadiço de madeira que torna o percurso mais agradável, com vista para campos repletos de sobreiros. Ao chegar a Arraiolos, além do comércio tradicional, há muito património para ver. As igrejas serão, certamente, um ponto de paragem para quem aprecia o lado histórico dos locais que visita. A pé também é possível chegar ao Castelo de Arraiolos, um exemplar do século XIV, onde se ergue a Igreja do Senhor Jesus dos Passos. O lugar é um tanto ou quanto isolado e ventoso – mas, garantimos, tem uma paisagem que abranda até os corações mais acelerados.

Monte da Ravasqueira

Amantes de vinho, nada temais: Arraiolos também tem muito para vos oferecer. São 300 hectares, mais concretamente, no Monte da Ravasqueira. Existem programas um pouco para todos os gostos e carteiras, das mais modestas às mais excêntricas. Nesta propriedade pode passear pelas vinhas e adegas, fazer uma prova de vinhos ou visitar o Museu Particular de Atrelagens, que presta homenagem à tradição de criação de cavalos lusitanos. A natureza será, garantidamente, o melhor local para surpreender a sua cara-metade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.