Final de “O Melhor Pastel de Nata” é a 10 de abril

Um dos maiores eventos de gastronomia nacional e internacional de peixe e marisco, “Peixe em Lisboa”, está de regresso para a 12.ª edição, no Pavilhão Carlos Lopes, de 4 a 14 de abril. Com ele regressa também a 11.ª edição do concurso “O Melhor Pastel de Nata”, que dia 10 de abril terá a sua prova final.

Por Sandra Martins Pereira

Mas antes, é já esta terça e quarta-feira, 26 e 27 de março, que os pastéis de nata de os estabelecimentos da Região de Lisboa que se submeteram à prova, serão avaliados numa pré-seleção pelo júri. Os três melhores classificados da última Prova de 2018 têm acesso automático à final. A grande final está marcada para 10 de abril, como já dissemos, onde serão avaliados o “Aspeto”, o “Toque da massa”, o “Sabor e consistência da massa”, o “Recheio” e o “Sabor global”.

Este ano a apresentação de o concurso “O Melhor Pastel de Nata” à Comunicação Social realizou-se nas instalações do 3.º classificado em 2018, a Pastelaria Batalha, contando com a presença do conhecido gastrónomo e criador do concurso, Virgílio Gomes e com João Batalha responsável pelo estabelecimento em questão.

Com um workshop de Pastéis de Nata, na Pastelaria Batalha, da rua da Horta Seca, em Lisboa, João Batalha deu a conhecer aos presentes como fazer estes deliciosos bolos, cuja origem remonta ao início do século XIX, embora, segundo Virgílio Gomes existam referências sobre “o Convento de Santa Clara de Évora onde encontramos a primeira receita escrita de ‘Pastelinhos de Natta’, no caderno manuscrito e datado de 1729”. No entanto, o gastrónomo sublinha que “possivelmente as primeiras referências escritas como receitas fazem parte de um manuscrito de 1628 e tratado no livro ‘Alimentar o Corpo Saciar a Alma’ de Anabela Ramos e Sara Claro, 2013, que inclui nas seguintes receitas: Nantilhos de Madrid, pasteis de nata e Pasteis de nata de outra sorte.”

Workshops de pastéis de nata

Como já aqui lhe dissemos o Onde Ir teve oportunidade de “meter a mão na massa” e ajudar a fazer os 50 exemplares de pastéis de natas que regalaram os convivas. Passo a passo, João Batalha foi ensinando como fazer a massa folhada. Farinha, água, um pouco de sal e margarina especial para folhados foram os ingredientes necessários. Depois de estendida a massa, enrolada e mais tarde cortada em pequenos pedaços de um centímetro, foi altura de passarmos ao tão delicioso creme. Farinha, açúcar, cascas de limão, canela e leite ajudaram a fazer a base, para depois juntarmos as gemas. Recheio preparado, há que espalhar os pequenos pedaços de massa pelas formas, vertendo em seguida o recheio.

Depois é levar ao forno cerca de 12 minutos à temperatura mais alta que o seu forno de casa permitir, virando o tabuleiro com as formas para que estas cozam uniformemente. Depois é só esperar uns minutos para que arrefeçam e saboreá-los.

Este workshop está disponível todos os dias, exceto às terças-feiras, tem a duração de 1h30 a duas horas e tem o preço de 50€ por pessoa. Os interessados podem inscrever-se no site do Airbnb ou diretamente com a Pastelaria Batalha.

Recorde-se que em 2018, o pastel de nata vencedor foi curiosamente de um restaurante, o Mercado do Peixe, que se situa na Ajuda, em Lisboa. O segundo lugar foi atribuído à pastelaria Fidalgo’s, da Moita.

One thought on “Final de “O Melhor Pastel de Nata” é a 10 de abril

  • 28 de Março de 2019 at 10:03
    Permalink

    Até ia um, antes de almoço… .

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.